vermelho

Meu fígado por um vestido

Nova semana, nova vida, novos desejos, novas vontades de se desprender de uma parte do corpo pra conseguir aquele sapato/vestido/saia (insira aqui seu vício) incrível.

O meu sonho do dia é beeeemm óbvio. Tem tule, veludo, babadinhos, um decote coração lindo,  é vermelho e vintage. Precisa de mais alguma coisa para ser amado? :)

vintage 1940s Dubonnet strapless dress Golden vitage

Olha, sorte que o vestido é pequeno demais pra mim, senão eu super investia 458 dólares nisso! Ok, jamais, na verdade, mas vamos fingir que tem esse dinheiro dando sopa na minha conta, ok?

Pra quem quiser se torturar um pouco, tem muuuitas peças vintage lindíssimas (e nem todas custam tão caro!) aqui no Etsy.

por Julia

Anúncios

Tudo vermelho

Nessa última temporada de moda, o minimalismo voltou com força, e muitos desfiles apostaram em cartelas de cores sóbrias. O branco reinou em várias peças, junto com o pretinho básico e o marrom (vide Ralph LaurenMax Azria, entre muitos outros).

Neste mar de oferendas a Iemanjá, fiquei feliz ao ver várias peças no querido azul royal e em vermelho, minha cor preferida de todo o mundo:

Amei a combinação rosa+vermelho da DKNY e o vestido clássico da Carolina Herrera.

TRIAS abriu o desfile com várias peças vermelhas, mas essa combinação da saia lápis com a blusa coral foi a que mais ganhou meu coração. A United Bamboo teve várias roupas coloridas, estampadas e floridas, lindas.

E pra fechar, o lindo casacão vermelho da Z Spoke e a calça vermelha da ADAM, mostrando que calça colorida pode ser chique!

E vocês? Gostam do branco nos desfiles ou preferem uma corzinha, como eu?

por Julia

Meu rim por um sapato

Esta seção do blog sempre é postada na segunda-feira, mas acordei ontem com uma febre de quase 39° e tava num clima mais “meu rim por um plano de saúde”. Já estou dopada com antibióticos, antiinflamatórios e antitérmicos de todo tipo, mas pra me deixar ainda mais saudável e feliz, só com esses sapatinhos adoráveis da Minna Parikka.

Minna, vamos ser BFF?

Esta marca finlandesa de sapatos super femininos leva o nome da sua criadora, que começou a desenhar sapatos aos quinze anos.

A marca é conhecida pelo visual retrô e abusa de laços e detalhes divertidos como corações e estampas de asas, como esses das fotos, e também usa cortes que dão efeitos incríveis aos sapatos.

A paleta de cores geralmente é clássica, e aposta em cores fortes misturadas com tons pastéis. Os sapatinhos com cara de anos 50 vermelhos e amarelos aparecem em todas as coleções.

Na coleção de primavera-verão 2010 Minna também deu uma chance ao turquesa – aliás, alguém me dá essa botinha de laços!

Pesquisando sobre a marca, li que os sapatos são pensados para funcionar bem no (péssimo) clima finlandês, e têm saltos confortáveis e solas de borracha, além de serem produzidos com couro italiano de altíssima qualidade. Quero todos esses pro inverno curitibano!

Para ter uma dessas belezuras, é só vender um rim no mercado negro e desembolsar cerca de 265 euros. Pode ser efeito da febre, mas eles são tão fenomenais que nem to achando tão caro!

Por Julia